Archive

Posts Tagged ‘cálculo’

O que é solicitado no módulo ANS? Introdução ao Sizing Window no módulo ANS da AFT

17 de julho de 2020 Leave a comment

Muitos de vocês sabem que a AFT lançou o módulo ANS para AFT Fathom e AFT Arrow no ano passado para ajudar os engenheiros a minimizar o custo de seus sistemas e maximizar a confiabilidade. Vamos falar um pouco mais sobre quais informações você precisa para usar o módulo ANS, apresentando cada um dos painéis que podem ser encontrados na Sizing Window no Sizing Navigation Panel, como pode ser visto na Figura 1.


Figura 1: Sizing Navigation Panel, que pode ser encontrado na parte inferior da Sizing Window, quando o módulo ANS está ativo no AFT Fathom ou no AFT Arrow.

Sizing Objective – O que você deseja minimizar?

O primeiro input que o módulo ANS solicitará é um objetivo. Embora o objetivo seja tipicamente minimizar o custo do sistema, existem diferentes maneiras de conseguir isso. Minimizar o custo monetário diretamente para os componentes no sistema seria a abordagem mais direta, mas isso também é complexo, pois as informações de custo para cada componente geralmente não estão disponíveis para os engenheiros durante a fase de projeto.

Em muitos casos, simplesmente minimizar o peso da tubulação para o sistema será equivalente a minimizar o custo monetário. Outras opções, como minimizar o volume do fluxo, também estão disponíveis para uso. Dependendo das restrições do sistema, pode ser útil minimizar o volume do sistema de tubulação. A Figura 2 mostra uma comparação sem dimensão de diferentes custos de dimensionamento usando uma tubulação de Aço ANSI Schedule 40. Pode-se observar aqui que, neste caso, as linhas de peso e custo monetário da tubulação mostram a melhor correlação, embora isso possa não ser verdade para todos os materiais/schedules da tubulação.


Figura 2: Uma comparação do custo relativo de diferentes tamanhos de tubulação ANSI de aço em termos de diferentes parâmetros oferecidos para uso no módulo ANS.

Sizing Assignments – O que você deseja dimensionar?

Nesse painel, o usuário simplesmente escolhe quais tubulações o Fathom/Arrow deve considerar ao minimizar o custo. O usuário também pode criar grupos de tamanhos comuns, o que forçará todas as tubulações nesse grupo a terem o mesmo tamanho. Criar grupos de tamanhos comuns eficazes ajudará a reduzir o tempo de execução do modelo e a complexidade do projeto, limitando o número de tamanhos de tubulações separados no projeto. Por exemplo, os segmentos de tubulação de sucção para um grupo de bombas paralelas podem ser adicionados a um grupo de tamanho comum, enquanto a tubulação de descarga para essas bombas pode ser adicionada a outro grupo, pois seria lógico que essas partes tivessem tamanhos equivalentes.

Candidate Sets – Quais materiais e tamanhos de tubulação podem ser usados ​​para o sistema?

É necessário um conjunto de candidatos para informar ao Fathom/Arrow quais tamanhos podem ser usados ​​para cada tubulação/duto no sistema. Geralmente, a regra geral é que, quanto mais tamanhos você incluir no conjunto candidato, maior será a flexibilidade do Fathom/Arrow para encontrar uma solução de custo mais baixo. Obviamente, mais tamanhos disponíveis também podem levar a tempos de execução mais longos. Para um modelo simples, incluir todos os tamanhos possíveis, não há problema. No entanto, para modelos mais complexos, a limitação do conjunto candidato pode ser desejada para obter uma solução mais rápida.

Design Requirements – Quais condições devem ser impostas no sistema?

Os requisitos de projeto são importantes no módulo ANS para garantir que o projeto final proposto tenha um custo mínimo e funcione com sucesso. Dependendo de como o modelo foi construído, alguns requisitos para o sistema podem ser inerentemente definidos no Fathom/Arrow como limites para o sistema. Por exemplo, pode haver pressão e fluxo exigidos na saída do sistema. Para definir isso, você pode representar o limite de saída como uma junção de pressão atribuída, que garantirá que a pressão mínima seja atingida na saída. Você pode adicionar um requisito de projeto nesse ponto para garantir que o fluxo mínimo seja alcançado ou vice-versa. Um requisito de projeto fornecerá mais flexibilidade do que uma condição de limite, pois o requisito de projeto não fixa a taxa de fluxo ao valor mínimo/máximo, mas permite que esse número varie, desde que a condição mínima/máxima seja atendida. Assim, para cada condição de projeto, o engenheiro deve considerar se uma condição de limite ou requisito de projeto seria o melhor responsável por essa condição.

Sizing Method – Qual método de cálculo deve ser usado?

O último painel que sempre será necessário é o Sizing Method. Normalmente, o usuário deve primeiro executar o modelo usando o tipo de dimensionamento contínuo e, em seguida, executar o modelo usando o tipo de dimensionamento discreto como comparação. Se as duas soluções não forem semelhantes, o engenheiro deve escolher um método de pesquisa diferente que possa ser mais adequado para a análise. Recomenda-se executar o modelo usando vários métodos de pesquisa diferentes para encontrar o melhor projeto do sistema, pois geralmente não está claro qual método será o mais adequado para cada um.

Conclusão

Depois que o modelo completo é construído, é possível definir todos os inputs de dimensionamento descritos acima em apenas 15 a 20 minutos para executar um dimensionamento simples do peso da tubulação. Tudo o que você precisa saber é que tipo de custo você deseja minimizar, quais tubulações deseja dimensionar no modelo, quais materiais/programações você deseja considerar para o sistema e quais requisitos de projeto devem ser atendidos. Você pode ajustar o input de dimensionamento para melhorar o tempo de execução, vinculando o tamanho de algumas tubulações usando grupos de tamanhos comuns e testando diferentes métodos de dimensionamento.

Com inputs simples, pode-se encontrar uma grande economia no custo inicial para a construção do sistema. Para ver e/ou criar exemplos, consulte o arquivo de Ajuda de exemplo, acessado em Fathom ou Arrow no menu Help.

Fonte: AFT – Applied Flow Technology

Por Equipe N.A Tecnologia

MARCAS: Todos os produtos aqui mencionados são usados somente para fins de identificação, são marcas comerciais e/ou marcas de serviço dos seus respectivos proprietários.

Lançamento: CAESAR II v12

1 de julho de 2020 Leave a comment

A Hexagon tem orgulho em anunciar o lançamento do CAESAR II v12, a ferramenta completa para análise de flexibilidade em tubulações. A nova versão inclui várias melhorias para criar, avaliar e gerar eficientemente relatórios dos sistemas de tubulação, de acordo com mais de 35 padrões internacionais de códigos de tubulação, diretrizes ambientais e de equipamentos.

As melhorias, feitas com nossos usuários em mente, incluem:

  • O CAESAR II v12 fez as atualizações necessárias para dar suporte às últimas edições da ASME B31.3, B31.4, B31.8 e Z662 canadense.
  • Economize tempo e dinheiro em seus projetos de tubulação, evitando ensaios desnecessários de impacto. Para tubulações B31.3, esse novo recurso de temperatura mínima do material de projeto pode ajudar a determinar se o teste de impacto é necessário ou não.
  • No ambiente de Piping Input foi adicionado o novo cálculo de flambagem B31.8. Esse novo recurso auxilia convenientemente o engenheiro de flexibilidade de tubulação no cálculo do valor da tensão para determinar os valores de flambagem e instabilidade lateral de um elemento de acordo com B31.8-2018.
  • Maior facilidade de uso em áreas como o módulo de flanges EN-1591, otimização adicional de gráficos, melhorias no desempenho das operações de clique duplo e muito mais!
  • Hospedada na nuvem, nossa nova tecnologia de licenciamento pode funcionar de qualquer lugar em que haja uma conexão com a Internet e até suporta o checkout de licença para uso offline.

O CAESAR II v12 também inclui aprimoramentos de conteúdo de suportes de molas, a adição dos dados estruturais da AISC 2017 e a atualização do banco de dados de materiais russos. As melhorias funcionais incluem melhorias na importação de PCF, importação do AFT IMPULSE e um algoritmo de convergência de atrito reprojetado, melhorando o desempenho.

O CAESAR II v12 inclui todas as ferramentas necessárias para executar análises estáticas ou dinâmicas. Para mais informações sobre o CAESAR II, clique aqui.

Fonte: Hexagon       

Por Equipe N.A Tecnologia

MARCAS: Todos os produtos aqui mencionados são usados somente para fins de identificação, são marcas comerciais e/ou marcas de serviço dos seus respectivos proprietários.

Treinamento software TANK – 08/03/18

27 de fevereiro de 2018 Leave a comment

Participe do treinamento e aprenda os principais recursos do TANK, software para projeto e avaliação de tanques de armazenamento, incluindo exemplos de acordo com as normas  API 620, 650, 653, 2000 e também a 579!

TANK API 579 2

Informações gerais

Duração: 8 (oito) horas

Data: 08 de março de 2018, das 8h30 às 17h30

Local: nas instalações da N.A Tecnologia, que se encontra à Rua Cincinato Braga, 68 – Cj. 33 – Bela Vista – São Paulo, SP (ao lado do Shopping Pátio Paulista, próximo à estação Brigadeiro do Metrô).

Inscrições: pelo telefone (11) 2574-6195 ou via email: na@natecnologia.com.br

Para ter acesso ao conteúdo programático e mais informações sobre o treinamento, clique aqui.

TANK6

Por Equipe N.A Tecnologia

MARCAS: Todos os produtos aqui mencionados são usados somente para fins de identificação, são marcas comerciais e/ou marcas de serviço dos seus respectivos proprietários

PV Elite 2018 – Nova Versão!

24 de janeiro de 2018 Leave a comment

PV Elite 2018

CADWorx & Analysis Solutions anuncia o lançamento do PV Elite 2018 com inúmeros aprimoramentos para análise e projeto de trocadores de calor e vasos de pressão, incluindo a escolha de uma interface de usuário clara ou escura para melhor visualizar o projeto do vaso e a exibição instantânea de informações importantes sobre um objeto usando o botão Control com o mouse.

Esta nova versão inclui as atualizações de códigos mais recentes:
• ASME VIII-1
• ASME VIII-2 Classe 1 – Novo
• ASME VIII-2 Classe 2
• Dados de materiais

O PV Elite 2018 agora gera uma curva de temperatura de operação máxima segura, executando milhares de combinações de temperatura e pressão para cada componente para ajudar os usuários a determinar o cenário operacional adequado para suas instalações.

Descubra este último lançamento e como ele destaca o compromisso da CADWorx & Analysis Solutions com a satisfação do cliente. Com o PV Elite 2018, estamos satisfeitos por dar aos nossos usuários uma maior confiança em seus cálculos.

Para obter mais informações, visualize a gravação do webinar no What’s New no PV Elite 2018.

Fonte: Insider Blog – CADWorx & Analysis Solutions

Por Equipe N.A Tecnologia

MARCAS: Todos os produtos aqui mencionados são usados somente para fins de identificação, são marcas comerciais e/ou marcas de serviço dos seus respectivos proprietários

Webinar: PV Elite – API 579 Parte 5 – Perda localizada de metal

21 de janeiro de 2018 Leave a comment

Data: 25/01/2018
Horário: 14:00hs (horário de Brasília)
Duração 1 hr
Custo: gratuito
Registre-se aqui para o Webinar

PV EN-2

Neste webinar, você saberá mais sobre os fundamentos das análises de nível 1 e nível 2 para perda de espessura local conforme apresentado na edição 2016 da API 579 / ASME FFS-1, Parte 5. Também abrangeremos como trabalhar com este tema dentro do PV Elite.

Participe deste webinar e tome contato com perguntas e respostas relativas à API 579 / ASME FFS-1, Parte 5.

Apresentado por Kristin Coyle, Desenvolvedora de Software Senior do PV Elite para a Hexagon PPM.

Por Equipe N.A Tecnologia

MARCAS: Todos os produtos aqui mencionados são usados somente para fins de identificação, são marcas comerciais e/ou marcas de serviço dos seus respectivos proprietários

%d blogueiros gostam disto: